Preterito indefinido vs Preterito perfecto compuesto


o passado em espanhol

Antes de estudar este tópico: a diferença entre preterito indefinido e preterito perfecto, aconselhamos a conferir os assuntos abaixo:

É importante saber diferenciar um tempo verbal do outro. Principalmente para quem fala português ou vaí fazer vestibular. Este é um assunto que não falta neste tipo de exame seletivo.

Tirando a curiosidade e as pegadinhas dos testes de seleção das faculdades brasileiras, na América Latina, nuestros hermanos preferem usar sempre o pretérito indefinido.

Você só vai ver o uso frequente do Preterito Perfecto na Espanha. Todos os jornais espanhóis usam este tempo (de acordo com as regras expostas abaixo).

Mas, muito cuidado... Como já falei anteriormente, os vestibulares do Brasil cobram o conhecimento de ambos os tempos verbais além da habilidade de saber diferenciá-los.

Então, vamos às diferenças:

Diferença 01:

O pretérito perfecto expressa uma ação que aconteceu no passado, porém não determinado:

  • Hemos perdido de pie (Perdemos de cabeça erguida).

Quando perdemos? Notem que o tempo não é determinado sequer é mencionado. O importante é a ação (perder). Assim, quando na frase vier a ação sem indicar um tempo determinado no passado, usamos o preterito perfecto.

O pretérito indefinido expressa uma ação que aconteceu em determinado tempo no passado.

  • Ayer perdimos el partido. (Ontem, perdemos a partida.)

A palavra ayer determina quando perdemos a partida. Desta forma, quando, não só a ação, mas também o período de tempo é importante e explícito na frase, usamos o preterito indefinido.

Diferença 02:

O pretérito perfecto descreve uma ação num período de tempo que ainda não terminou, que continua ainda no momento atual, ou seja, que está relacionada ou tem reflexo no presente. Geralmente vem com expressões temporais tais como: hoy (hoje), esta mañana (nesta manhã), esta noche (nesta noite), esta semana (nesta semana), este mes (neste mês), este fin de semana (neste fim de semana), este año (neste ano), hasta el momento (até o presente momento), desde hace años (há anos), desde el año pasado (desde o ano passado), ahora mismo (agora mesmo), etc.

  • Este año ha llovido mucho en Brasil (Neste ano choveu [tem chovido] muito no Brasil.)

Observem que a ação está relacionada com o presente, ou seja, o ano não acabou ainda, estamos nele. Neste caso, usamos o preterito perfecto.

O pretérito indefinido descreve ações concluidas no passado que estão separadas do presente por um periodo de tempo já terminado.

  • El año pasado llovió muy poco en Brasil. (No ano passado choveu muito pouco no Brasil.)

Vejam que a ação já ficou para trás no passado, é fato, é história. Choveu e ponto final, não viveremos outra vez o ano passado...Neste caso, usamos preterito indefinido.

Diferença 03:

O pretérito perfecto é usado para relatar uma experiência no passado:

  • ¿Alguna vez has ido a Pamplona en San Fermín? (Alguma vez já foi a Pamplona nas comerações de São Firmino?)
  • Nunca he ido a Madrid. (Nunca fui a Madrid.)

Observem que pergunta-se ou relata sobre uma experiência que você teve "alguma vez" em toda "sua vida". Nesta situação, usamos o preterito perfecto.

A maneira como você responde uma pergunta igual a de cima (¿Alguna vez has ido a Pamplona en San Fermín?), vai implicar no uso de um tempo verbal ou outro.

Confiram:

A: ¿Has estado alguna vez en Bolivia? (Já esteve alguma vez na Bolivia?)

B: Sí, he estado en Bolivia un par de veces. (Sim, estive lá duas vezes.)

C: Sí, estuve en Bolivia cuando Santa Cruz hizo un referendum para crear un nuevo país. (Sim, estive em Bolívia quando Santa Cruz fez um referendo para criar um novo país.)

Na fala da letra B, responde-se sobre a experiência que teve, mas não determina quando isso aconteceu. Neste caso, uso o preterito perfecto. Por outro lado, na letra C, fica claro quando aconteceu (a ação já foi concluida no passado, está separada do presente por um periodo de tempo já terminado e explícito na frase). Sendo assim, usamos o preterito indefinido.

Atenção! (Fíjense)

Na América Latina, usamos sempre o pretérito indefinido.

Observem na tirinha acima:

Na Espanha, para falar sobre a experiência de ter assistido Lost, eles usaram o pretérito perfecto (¿Has visto el final de "Perdidos"?). Já, no México, a mesma pergunta, mas no preterito indefinido (¿Alguien vió el final de Lost?). Além disso, preferiram manter o título da série em inglês.

Postado na(s) categoria(s) ,. Link da postagem clique aqui.

37 Comentários para

Preterito indefinido vs Preterito perfecto compuesto

  1. Anônimo comenta:

    Amei este site! Parabéns!

  2. Anônimo comenta:

    este site é sem duvida fantástico!

  3. Anônima comenta:

    este site é sem duvida nota 10, me ajudou muito em meus estudos !!!

  4. Anônimo comenta:

    DEVERIA POR MAIS FIGURAS

  5. Anônimo comenta:

    Muy bueno. Muchas gracias.

  6. Anônimo comenta:

    oooootttiiiiiiiiiiiiiiiimooooooooo vlw msm !!!!

  7. Anônimo comenta:

    grande site finalmente um que me explique de jeito

  8. Anônimo comenta:

    explica melhor que a minha setora

  9. Anônimo comenta:

    ajudou-me muito a fazer o trabalho de espanhol. gracias

  10. Anônimo comenta:

    muito bom mesmo agora sim eu aprendi,parabéns pelo site!

  11. Anônimo comenta:

    Maravilhoso, tirei muitas dúvidas e vou aderir esse site para retorno certo. obrigada! R.S.

  12. Anônimo comenta:

    parabens um site de jeito

  13. Anônimo comenta:

    Gostei muito.. muito bom!

  14. Anônimo comenta:

    ñ presta para nada

  15. Ótima explicação, super clara. Obrigado !

  16. Anônimo comenta:

    Adorei a explicação. Conseguiu esclarecer minhas dúvidas. Obrigada!

  17. Maria Martinez comenta:

    Sí, he estado en Bolivia un par de veces. (Sim, estive lá duas vezes.)

    a tradução está incorreta. Deveria ser : sim, estive na Bolivia algumas vezes, ou um par de vezes se quisermos traduzir á letra...

    Bom site, desfez as minhas dúvidas sobre o tema...

    Parabéns

  18. Este site é realmente fantástico para quem deseja aprender espanhol. Mas, quanto ao assunto sobre o uso do "Pretérito Perfecto" ou do "Pretérito Indefinido", não entendo porque devemos traduzir para o português sempre como se fosse o indefinido. Por exemplo: "Yo he hablado con él." por "Falei com ele." Ao invés de: "Eu tenho falado com ele."

  19. Anônimo comenta:

    muuito bom! Parabéns ;D

  20. Anônimo comenta:

    muitoo boom!! ameii :D

  21. Anônimo comenta:

    muito bom

    uma sugestão!!!
    indique links de questões relacionadas ao conteudo

  22. Anônimo comenta:

    Como hispanohablante puedo decir que tu afirmación con respecto al uso de los pretéritos en América Latina, está EQUIVOCADA. No tomes como referencia un par de países. Soy peruana y tengo amigos de distintos países y sí hacemos el uso debido de ambos tiempos con sus debidos MARCADORES TEMPORALES. Puedes decir que en Argentina o Chile se dé un uso menos frecuente, pero lo usan también.

  23. Anônimo comenta:

    Adorei este site, vai me ajudar muito pra prova de amanha. OBRIGADA !

  24. ESTUDIANTE DE ESPAÑOL comenta:

    EXCELENTE SITIO :D

  25. Anônimo comenta:

    muchas gracias, buena información para hacermos nuestras léccion.
    buena semana para todos

  26. Anônimo comenta:

    Me ajudou demaaaaais com minha prova, obrigada.

  27. Anônimo comenta:

    Ótimo site, Parabéeens!

  28. Anônimo comenta:

    nao me ajudou em pohaa nenhuma!

  29. Anônimo comenta:

    Adoreii , vou ter teste de espanhol de 9º Ano amanha e com isto ja sei diferenciar um do outro. Explicas bem e de forma clara . Obg depois digo aqui a minha nota :DDD

  30. Anônimo comenta:

    muitoooo bom :)

  31. Anônimo comenta:

    não me ajudou em nada

Deixe um comentário

Guia Prático de Espanhol (Maurício Silva) / CC BY-NC 3.0
.
El contenido de este blog dedicado al idioma español remite a diversas fuentes. Si le apetece retirar cualquier cosa que le pertenezca no dude en hacérmelo saber.