Portarse II - Palabras malsonantes, ofensivas o injuriosas


Ontem, falei sobre o verbo portarse. Pode conferir aqui.

Hoje, vamos falar de algumas palavras não muito "politicamente" corretas em espanhol no trato com as pessoas.

Comecemos a aprender como se diz palavrão em espanhol. A palavra é taco.

Isso mesmo, o mesmo nome que damos a famosa comida típica mexicana (taco - tortilla hecha con pasta de harina de maíz; se presenta enrollada y en su interior se ponen diversos ingredientes).

Quando assistimos filmes espanhóis ou de nuestros hermanos é comum eles utilizarem muitos tacos.

Só peço cuidado para vocês não usarem, pois muitos são agressivos aos ouvidos dos nativos da língua em questão.

Basta imaginar os palavrões que são falados nos filmes brasileiros e que não há consenso de uso por todos nós.

Vamos então conhecê-los:

Primeiro buchón, a palavra da tirinha, equivale a barriga d'água, gordo duma figa, baleia assassina.

Outro muito usado em filmes é pelotudo que significa babaca, estupido, animal, idiota, imbecil.

Muito comum ouvir também é a palavra boludo que refere-se a quem é idiota e imbecil também.

Esses dois últimos costumo ver em filmes argentinos. Nos espanhóis, já ouvi a palavra gillipolas que basicamente significa otário, idiota, imbecil, etc.

Em um filme chileno, eles utilizaram huevón que além de significar idiota, imbecil pode ser traduzido também por covarde, frouxo.

E a lista é grande, lembro ainda de papanatas, bobalicón, tontaina, pardillo (ingênuo), mentecato, bobo, necio, imbécil, estúpido, idiota, lelo, memo, etc.

E para fechar com chave de ouro...

Aqui falamos porra (para uns é ofensivo, para outros é tipo uma oração diária e alguns toleram) e lá eles falam coño (que é considerado um vulgarismo dos "brabo" por lá).

¡Les pido perdón se no me porté bien!

 


Postado na(s) categoria(s) ,. Link da postagem clique aqui.

Deixe um comentário

Guia Prático de Espanhol (Maurício Silva) / CC BY-NC 3.0
.
El contenido de este blog dedicado al idioma español remite a diversas fuentes. Si le apetece retirar cualquier cosa que le pertenezca no dude en hacérmelo saber.