Las conjunciones coordinantes


Bookmark and Share

e

As conjunções (em espanhol, las conjunciones) são vocábulos ou sintagmas(1) invariáveis usados para ligar uma oração subordinada à sua principal ou para coordenar palavras, períodos ou sintagmas do mesmo tipo ou função.

(1) unidade linguística composta de um núcleo e de outros termos que a ele se unem, formando uma locução que entrará na formação da oração.

As que exercem a segunda função (coordenar períodos ou sintagmas do mesmo tipo ou função) são denominadas de conjunções coordenativas (em espanhol, conjunciones coordinantes).

As que ligam uma oração subordinada à sua principal são chamadas de conjunções subordinativas (em espanhol, conjunciones subordinantes).

Las conjunciones coordinantes

São as que unem duas ou mais unidades (palavras, sintagmas ou orações) da mesma classe formal e mesmo valor sintático.

São elas:

Simples:

  1. Copulativas (em português, aditivas): y / e, ni.
  2. Disyuntivas (em português, alternativas): o / u, ni.
  3. Adversativas (em português, adversativas): pero, sino, mas.

Compuestas, discontinuas ou correlativas:

  1. Copulativas (em português, aditivas): o...o; ni...ni; tanto...como...; tanto...cuanto...; así...como...
  2. Disyuntivas (em português, alternativas) ou distributivas (conjunções compostas alternativas): sea...sea...; ya...ya...; ora...ora...; bien...bien...

La conjunciones copulativas: y / e, ni

A conjunção aditiva (la conjunción copulativa) mais caracaterística é o Y: y yo (você e eu) e liga dois termos equivalentes da mesma oração ou duas orações coordenadas.

  • abusos y toturas (abusos e torturas)
  • Nadal y Federer (Nadal e Federer)
  • el pingüino y el canguro (o pinguim e o canguru)
  • Hansel y Gretel (Joãozinho e Maria)
  • amar y ser amado (amar e ser amado)

Este y transforma-se em e quando vem antes de palavras que começam por i ou hi.

  • con fuerza e impulso (com força e impulso)
  • ilegal e inmoral (ilegal e imoral)
  • dolor e indignación (dor e indignação)
  • padre e hijo (pai e filho)
  • patria, cultura e historia (pátria, cultura e história)

Contudo, se o i for uma semivogal (ou seja, vier acompanhado de outra vogal), usa-se y.

  • calcio y hierro. (cálcio e ferro)
  • nieve y hielo. (neve e gelo)
  • alfa, beta, épsilon y iota. (alfa, beta, epsilon e iota)
  • cloro, bromo y iodo. (cloro, bromo e iodo)
  • león y hiena (leão e hiena)

Emprega-se y antes de i e hi no início de frase qunado é tônica e possue o valor adverbial em orações interrogativas:

  • ¿Y Irene? (E Irene?) = ¿Dónde está Irene? / ¿Cómo está Irene?

Do contrário usamos e antes de palavras que começam por i ou hi mesmo no início de frase.

  • E Isabel allende va por el mismo camino. (E Isabel Allende vai pelo mesmo caminho.)

A conjunção ni (nem), quando é copulativa, é usado em frases negativas para unir dois ou mais elementos e exige alguma negação antes do verbo quando aparecem depois deste.

  • No es el lugar ni el momento. (Não é o lugar nem o momento.)
  • Jamás se le trató mal a él ni a su familia. (Jamais tratou-lhe mal nem a sua família.)

Las conjunciones disyuntivas: o / ó / u / ni

A conjunção alternativa ou disjuntiva (la conjunción disyuntiva) mais caracaterística é o O: él o yo (ele ou eu). Liga dois termos da mesma oração, ou duas orações, de sentido diferente, determinando que, a verificar-se um dos fatos mencionados, o outro deixará de se cumprir.

  • El clásico, de vida o muerte. (O clássico, de vida ou morte)
  • Son corruptos o son ineptos. (São corruptos ou incompetentes)

Altera-se o O para U quando vier antes de o ou ho.

  • Elige, un euro hoy u ocho mañana. (Escolha, um euro hoje ou oito amanhã.)
  • Ayer u hoy. (Ontem ou hoje.)
  • Segundo, minuto u hora. (Segundo, minuto ou hora.)
  • Entre oler a perfume u oler a tabaco, me quedo con lo primero. (Entre cheirar a perfumar ou a tabaco, fico com o primeiro.)
  • ¿Casa u hogar? (Casa ou lar?)

Quando vem entre números é acentuado (ó) para não ser confundido com o zero.

  • 3 ó 4
  • 8 ó 80
  • 100 ó 500

De acordo com a Nova Ortografia da Língua Espanhola - com texto definitivo aprovado em 28 de novembro de 2010 - a conjunção o (ou) não precisa mais ser acentuada entre cifras.

  • 3 o 4
  • 8 o 80
  • 100 o 500

Compare:

  • 3 ó 4 3 o 4 (tres o cuatro)
  • 4 ó 8 4 o 8 (cuatro u ocho)
  • 500 o más (quinientos o más)

Observe que ni figura tanto no grupo das copulativas como no das disyuntivas. Isto acontece por interpretação. Analisemos a frase: Nunca escribe ni llama. Pode ser interpretada como: Nunca escribe o llama. (conjunción disyuntiva) ou: Nunca escribe y nunca llama. (conjunción copulativa).

Podemos usar a palavra bien para enfatizar a conjunção o (ou):

  • Unos $ 1.800 millones o bien U$s 450 millones (1 bilhão e 800 milhões de pesos ou uns 450 milhões de dólares)

Las conjunciones adversativas: pero, sino, mas

Pero, sino e mas, de forma geral, significam mas, em português, e expressam contraposição ou oposição de ideias.

Pero e mas são usadas em frases afirmativas e negativas.

Pero, quando vem em frases afirmativas, significa mas no entanto.

En mi caso soy creyente pero no soy católico. (No meu caso, sou crente, mas não sou católico.)

Quando pero vem em frases negativas explicita uma contradição ou restrição e pode ser traduzido por mas.

pero

 

Mas é usado na linguagem culta e é raro seu uso nos dias atuais.

  • Quería venir mas no pude. (Queria vir, mas não pude.)

Sino (mas) só é usado em frases negativas e corrige ou redifine as informações da frase anterior. O verbo não se repete na segunda frase, ou seja, só conecta palavras.

  • El problema no es el candidato sino el proyecto político. (O problema não é o candidato, mas o projeto político.)

Quando sino conecta frases com verbos diferentes adicionamos que (sino que):

  • No sólo ganaron, sino que también golearon. (Não só ganharam, mas também golearam.)

Aunque (mesmo que, ainda que) pode ser considerada uma conjunção adversativa, mas só quando for possível substituir por pero: Es posible aunque difícil (Es posible pero dificil.).

Os advervios ,excepto, salvo e menos, às vezes, são usados com valor de conjuncão adversativa.

  • EEUU apoya cualquier medida en Libia, excepto la presencia militar.

As locuções sin embargo (mas, no entanto) e no obstante (não obstante), também, possuem valor adversativo.

  • Quería jugar, sin embargo no podía hacerlo debido a su enfermedad.

Las conjunciones correlativas copulativas:
ni...ni; tanto...como...; tanto...cuanto...; así...como...

Ni ... ni (nem ... nem)

  • Ni 'Biutiful' ni 'Restrepo': Latinoamérica se queda sin Oscar. (Nem "Biutiful" nem "Restrepo": a América Latina fica sem Oscar.)

Tanto ... como ...; tanto ... cuanto .... - (Tanto ... como.... ; tanto ... quanto ....)

  • Forlán, al que tanto amigos como enemigos reprochan su excesiva sinceridad, dio a continuación rienda suelta a los pensamientos que le oprimían.
  • Forlán, al que tanto amigos cuanto enemigos reprochan su excesiva sinceridad, dio a continuación rienda suelta a los pensamientos que le oprimían. (Forlán, ao qual tanto amigos quanto inimigos desaprovam sua excessiva sinceridade, deu rédeas aos pensamentos que lhe oprimiam.)

Tanto ... cuanto .... é a forma mais culta em relação a tanto ... como ..., mas ambas podem ser usadas na língua escrita.

Así...como... (Assim... como...)

  • Hay evidencias que sugieren que la actividad física, así como otras exposiciones agudas, como la actividad sexual y el estrés psicológico, pueden actuar como desencadenantes de afecciones cardíacos agudos. (Há provas que sugerem que a atividade física, assim como outras exposições agudas, como a atividade sexual e o estresse psicológico, podem atuar como desencadeadores de afeções cardíacas agudas.)

Las conjunciones correlativas disyuntivas o distributivas:
sea... sea...; ya... ya...; ora... ora...; bien... bien...
; o... o...

Sea ... sea ... (seja ... seja)

  • Sea bueno, sea malo lo importante es llegar. (Seja bom, seja ruim, o importante é chegar.)

Ya ... ya... (seja ... seja...)

  • Ya fuera porque lloviera, ya porque nevara, el caso es que apenas pudimos salir al campo aquel invierno. (Seja porque chovesse, seja porque nevasse, o fato é que mal pudemos sair ao campo naquelo inverno.)

Ora ... ora ... (ora ... ora)

  • La espuma flota en el remanso, ora formándose, ora disolviéndose, permaneciendo efímeramente. (A espuma flutua no remanso, ora se formando, ora se dissolvendo, permanecendo efemeramente.)

Bien ... bien ... (ou ... ou...)

  • Bien por correo electrónico, bien por un teléfono de contacto. (Ou por e-mail, ou por telefone de contato.)

O ... o (ou ... ou)

  • El agresor los chantajea: o callan o continúa con el maltrato a los animales. (O agressor chantageia-os: ou se calam ou continua com o maltrato aos animais.)

Podemos usar a palavra bien para enfatizar a conjunção o (ou):

  • Todo lo traumático de mi vida ha sido o bien por mi culpa o bien por culpa de los demás que se aprovecharon de mi carácter irresponsable. (Todo o trauma de minha vida foi ou por minha culpa ou pela culpa dos demais que se aproveitaram de meu caráter irresponsável.)

 

Postado na(s) categoria(s) . Link da postagem clique aqui.

7 Comentários para

Las conjunciones coordinantes

  1. Anônimo comenta:

    Muuuuuuuuuuuito bom... me ajudou bastante, brigadão!

  2. Anônimo comenta:

    valeu a tentativaaa !

  3. Anônimo comenta:

    Muito bom esse site abordou de uma forma completa este assunto, com um conteudo bastande suscinto. Estupendo!

  4. Anônimo comenta:

    MT BOM MSM ESSE SITE, ME AJUDOU BASTANTE NA PROVA QUE EU FIZ NA ESCOLA.
    ÓTIMO!!!!!!

  5. Anônimo comenta:

    me salvou no trabalho, valeu.

Deixe um comentário

Guia Prático de Espanhol (Maurício Silva) / CC BY-NC 3.0
.
El contenido de este blog dedicado al idioma español remite a diversas fuentes. Si le apetece retirar cualquier cosa que le pertenezca no dude en hacérmelo saber.