Obituario - Mercedes Sosa (1935 - 2009)


Morre aos 74 anos, a cantora e folclorista argentina Mercedes Sosa.





Hoje minha alma perde um pedaço, meu sorriso se desvanece, meu coração cala-se diante da saudade morredoura e da lacuna abruptamente aberta na identidade latina.


Quando a ouvi pela primeira vez, senti que havia encontrado naquela voz forte e apaixonamte a vontade latino-americana de lutar pela vida e de ser "livre".


Deixo aqui minha gratidão a "La Negra".


Mercedes Sosa (Tucumán, Argentina, 1935 - Buenos Aires, Argentina, 2009)


Mercedes Sosa é uma das principais vozes femininas da Nova Canção Latino-americana. Ela ficou conhecida inicialmente pela sua renovação das expressões folclóricas do campo argentino do norte. Logo em seguida destacou-se com as canções de conteúdo social que haveriam de iniciar o movimento nos anos 60, como exemplificam os títulos de suas duas primeiras produções, Canciones con fundamento e Yo no canto por cantar.   Em 1967, já havia se apresentado em numerosos países, sendo um dos primeiros expoentes do movimento Nova Canção a alcançar amplo reconhecimento internacional.


Embora duas de suas primeiras produções homenageassem os pioneiros da canção folclórica Violeta Parra e Atahualpa Yupanqui, a cantora argentina manteve um amplo repertório dentro da Nova Canção, interpretando as composições dos mais destacados cantores e compositores da América Latina,


Nessa tragetória, La Negra, como Mercedes Sosa era chamada no inicio de sua carreira, devido a cor de sua pele,  tornou-se conhecida, a partir doa anos 70, como La Voz de La América Latina.


A cantora também participou  de produções do compositor Ariel Ramírez (famoso por sua "Misa criolla") e de vários filmes do cineasta argentino Leopoldo Torres Nilson. 


Seu espírito inovador e contestatório se expressou também em suas apresentações com os mais destacados expoentes do rock nacional de seu país desde os anos 80, Charly García e Fito Páez.


Sosa é uma das intérpretes mais conhecidas da música regional latino-americana, e a mais famosa artista argentina depois de Carlos Gardel e Astor Piazzolla.


Nascida na cidade de San Miguel de Tucumán em 1935, Sosa teve uma atuação marcante durante a ditadura militar argentina, entre 1976 e 1983 e acabou exilada na Europa.


Ela ficou fora de cena por algum tempo anos atrás por um problema de saúde, mas retornou em 2005.


Neste ano (2009), ela lançou um disco em dois volumes denominado "Cantora", em que canta em parceria com artistas como Joan Manuel Serrat, Caetano Veloso e Shakira, razão pela qual estava indicada a três prêmios Grammy Latino.


Faleceu, hoje (04/10/2009), em Buenos Aires, capital da Argentina, em consequência de uma doença hepática complicada por problemas respiratórios.








Postado na(s) categoria(s) . Link da postagem clique aqui.

1 Comentário para

Obituario - Mercedes Sosa (1935 - 2009)

  1. Agnaldo junior comenta:

    nem conheço, mais lamento pela morte de uma grande cantora

Deixe um comentário

Guia Prático de Espanhol (Maurício Silva) / CC BY-NC 3.0
.
El contenido de este blog dedicado al idioma español remite a diversas fuentes. Si le apetece retirar cualquier cosa que le pertenezca no dude en hacérmelo saber.